Garoto de programa conhecido como ‘Hulkinho do tráfico’ é preso por venda casada de sexo e drogas

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — A Polícia Civil prendeu em flagrante, nesta terça-feira, no Distrito Federal, um garoto de programa de 27 anos conhecido como ‘Hulkinho do tráfico'. De acordo com a investigação da Polícia, ele vendia cocaína e drogas sintéticas durante os encontros de sexo com clientes, em uma espécie de venda casada.

Ainda segundo a polícia, as investigações duraram cerca de um mês e comprovaram que Hulkinho vendia drogas para clientes de alto poder aquisitivo, geralmente durante a realização dos programas sexuais, e em festas direcionadas ao público LGBTQIAP+.

As drogas também eram vendidas a outros garotos e garotas de programa e por meio de aplicativos de conversas e mensagens com local de entrega previamente acordado.

Hulkinho do tráfico foi preso em flagrante delito pela prática dos crimes de resistência, tráfico de drogas e uso de documento falso. No local, além dele, um outro homem, de 22 anos, também foi preso pela venda de substâncias ilícitas.

Jean Hulkinho, como se apresenta nas redes, foi detido quando estava próximo a uma padaria, na Quadra 312 Norte, em Brasília. No momento, ele negociava a venda de porções de cocaína “escama de peixe”, um pó com alto teor de pureza e mais cara do que a cocaína comum, com um cliente.

Ao perceber a presença dos policiais, o traficante teria jogado mesas e cadeiras sobre os agentes, mas foi alcançado metros à frente. Os policias teriam conseguido apreender as drogas, e testemunhas ouvidas na delegacia teriam confirmado que tinham o hábito de comprar entorpecentes com Hulkinho, principalmente em festas ou em bares da cidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos