Gasolina fica 3% mais barata nos postos, após corte nos preços da Petrobras

Pela quarta semana seguida, os preços da gasolina caíram nos postos, segundo pesquisa da Agência Nacional de Petróleo (ANP), poucos dias depois de a Petrobras anunciar uma redução no preço do combustível.

O preço médio do combustível nesta semana, iniciada em 17 de julho, ficou em R$ 5,89 por litro no Brasil, o que representa uma queda de quase 3% em relação aos R$ 6,07 da semana passada.

Esse é o o menor valor desde julho do ano passado, quando o preço médio do mês ficou em R$ 5,80 por litro, segundo a ANP.

A redução é reflexo do corte de 4,9% no preço do litro nas refinarias para as distribuidoras, anunciado na última terça-feira pela Petrobras.

O diesel, que não teve o valor alterado para as distribuidoras pela estatal, também apresentou uma leve queda nas bombas. O preço baixou de R$ 7,48 para R$ 7,44.

James Thorp Neto, presidente da Fecombustíveis, destaca que a Petrobras reduziu em R$ 0,20 o valor da gasolina pura, tipo A, que é diferente da comprada pelo consumidor. Esse é o preço pago pelas distribuidoras.

O combustível que abastece carros e motos é a chamada gasolina C, que inclui em sua fórmula 27% de etanol anidro, o que justifica a redução de preço menor nas bombas.

Além disso, o presidente da entidade que reúne postos de combustíveis, afirma que, para compor os preços, os revendedores ainda consideram os custos e as margens de comercialização.

— Os preços dos combustíveis são livres no Brasil, portanto a decisão de redução de preços da gasolina depende de cada revendedor — explica Neto: — Não temos como estimar com precisão os repasses. Entretanto, torcemos para que os preços da gasolina continuem a cair.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos