Gasolina fica mais cara em 17 de 21 países da América; veja o ranking

No primeiro semestre de 2022, Brasil registrou alta de 9,7% no combustível, segundo a ANP (Getty Images)
No primeiro semestre de 2022, Brasil registrou alta de 9,7% no combustível, segundo a ANP

(Getty Images)

  • Preço da gasolina sobe em 17 dos 21 países do continente americano no 1º semestre de 2022;

  • Brasil ficou em 15º lugar;

  • Somente dois países observaram redução nos preços.

O preço da gasolina encareceu em 17 dos 21 países que compõem o continente americano no primeiro semestre deste ano. Os dados foram obtidos por um levantamento da Picodi, plataforma global de cupons, e se baseiam nos dados oficiais de cada União.

No ranking, o Brasil aparece em 15º lugar. No período, foi registrada uma alta de 9,7% no combustível, segundo a ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), devido aos reajustes da Petrobrás e aumento nos preços do petróleo por conta da guerra entre Rússia e Ucrânia.

O Panamá foi o país que observou maior alta na gasolina, que ficou 65% mais cara nos seis primeiros meses do ano. Em seguida, aparecem Porto Rico (48,7%), Costa Rica (45%) e Estados Unidos (40,5%). Do outro lado, Cuba e Bolívia, países em que o preço é regulado pelo governo, não sofreram variações. Colômbia e Equador são os únicos onde a gasolina ficou um pouco mais barata (−0,2% e −1,0%, respectivamente).

À CNN, o professor e economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Pierre Souza, explica que apesar dos reajustes feitos no preço da gasolina no Brasil, o real valorizou, diferentemente do que aconteceu com a Argentina, “que vive uma desvalorização forte da moeda local, além de presenciar a subida no preço do petróleo”, aponta. O país está em 9º lugar e sofre com a crise econômica. Além disso, a inflação também contribuiu para os aumentos e influenciou significativamente os preços nos EUA.

Vale ainda destacar que, com relação ao preço absoluto da gasolina, pago pelo consumidor, o Brasil está em 7º lugar, com o litro saindo por cerca de US$ 1,30 em julho. Em primeiro lugar, aparece o Uruguai, com o litro custando US$ 2,02. Os preços mais baratos são encontrados na Bolívia (US$ 0,54/ litro) e Colômbia (US$ 0,61/ litro).

Ranking

Veja abaixo a classificação dos países da América do Sul e do Norte, de acordo com a variação no preço da gasolina no primeiro semestre de 2022:

  1. Panamá: 65%

  2. Porto Rico: 48,7%

  3. Costa Rica: 45%

  4. Estados Unidos: 40,5%

  5. Peru: 38,7%

  6. Canadá: 37,3%

  7. Guatemala: 35,8%

  8. Honduras: 33,5%

  9. Argentina: 32,6%

  10. Paraguai: 23,9%

  11. Nicarágua: 16,7%

  12. Chile: 14,8%

  13. Uruguai: 14,3%

  14. El Salvador: 12,6%

  15. Brasil: 9,7%

  16. República Dominicana: 6,5%

  17. México: 4,6%

  18. Bolívia: estável

  19. Cuba: estável

  20. Colômbia: -0,2%

  21. Equador: -1%

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos