Gatito leva um frangaço e Botafogo perde em dia de Nilton Santos cheio

Na noite do Nilton Santos cheio, pronto para fazer a festa da permanência na Série A, o Botafogo parou na falha de Gatito, que deu a vitória por 1 a 0 ao Internacional neste sábado. O alvinegro estacionou nos 42 pontos, mas o risco de rebaixamento é baixíssimo. Se o Cruzeiro perder para o Vasco, na segunda-feira, será de zero.

Já os gaúchos voltaram a vencer depois de três partidas. Os três pontos também facilitam a ida do Internacional à Libertadores.

- Foi erro meu, técnico, Estava fazendo grande jogo e com esse erro perdemos a partida. Vamos levantar a cabeça, pois temos mais dois jogos - disse o goleiro Gatito.

Num jogo em que os dois times se propunham a definir as pretensões nesta reta final do Brasileiro, o futebol foi mais leve do que se imaginava. Querendo se livrar de vez de qualquer ameaça de rebaixamento, o Botafogo suplantou a, muitas vezes, morosa defesa do Internacional. Não saiu vitorioso no primeiro tempo por detalhes e até uma certa falta de sorte.

Rhuan recebeu linda bola de Luiz Fernando, invadiu a área e chutou. Lomba evitou o gol logo aos três minutos. No contra-ataque, o alvinegro acessava a área adversária com facilidade. Aos 16, por exemplo, Diego Souza deu cavadinha por cima de Lomba, mas a bola parou no travessão.

Os gaúchos ainda não confirmaram a vaga na Libertadores e têm visto o Goiás se aproximar perigosamente. Em campo, no entanto, o time não transpareceu muita vontade de vencer. Os meias até fizeram por onde e mantiveram maior posse de bola. Mas nos lances capitais faltou o algo a mais aos atacantes. Como no cruzamento que passou à frente de Paolo Guerrero. Ou a demora na finalização de Neilton.

Na etapa final, a qualidade da partida ficou ainda mais comprometida. Que o diga o Botafogo que por pouco não facilitou a vida do Internacional. Alex Santana e Carli se utilizaram de faltas — com direito a cartões amarelos — para evitar o pior.

Já Gatito quase entregou. Foram três finalizações seguidas, e, na última delas, o goleiro se enrolou com o chute de Cuesta.

Parecia um prenúncio do que viria minutos depois. Valentim até modificou o time. Tirou Cícero, Alex Santana e Fernando. Colocou Jean, Leo Valencia e Marcinho. O jogo até ganhou em emoção, mas o alvinegro esbarrou nas próprias limitações.

O Inter não fazia muito por onde obter a vitória. Mas contou com um frangaço de Gatito, aos 38, em chute de Guerrero.E assim a torcida do Botafogo não pôde gritar aliviada.