Geórgia abre investigação criminal contra Trump por tentativa de reverter eleição

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Procuradores de Fulton County, na Geórgia, nos Estados Unidos, abriram uma investigação criminal contra o ex-presidente Donald Trump por sua tentativa de reverter o resultado das eleições no estado, segundo o New York Times. O jornal disse que um procurador enviou uma solicitação aos funcionários do estado para preservarem documentos e materiais relacionados ao tema. O pedido inclui evidências relacionadas ao telefonema de Trump para o secretário de Estado, Brad Raffensperger, para pressioná-lo a "encontrar" mais votos para mudar o resultado final. Joe Biden derrotou Trump na Geórgia ao receber 2.473.633 votos, equivalentes a 49,5% do total. O republicano ficou com 2.461.854 (49,3%), marcando uma diferença de exatos 11.779 votos. Com isso, Biden levou os 16 delegados do estado no Colégio Eleitoral.