General Burhan nomeia novo Conselho de Transição no Sudão

·2 min de leitura
(Arquivo) O general sudanês Abdel Fattah al-Burhan fala durante coletiva de imprensa na sede do Comando Central das Forças Armadas em Cartum, em 26 de outubro de 2021 (AFP/Ashraf SHAZLY)

O general Abdel Fattah al-Burhan, que deu um golpe de Estado no Sudão no fim de outubro, nomeou nesta quinta-feira (11) os integrantes do novo Conselho Soberano, do qual foram excluídos os representantes do bloco que quer a transferência de poder para os civis.

Após a queda do ditador Omar al-Bashir em 2019, foi criado um Conselho Soberano, composto por civis e militares, para supervisionar a transição à democracia sob a Presidência do general Burhan.

Contudo, em 25 de outubro, o general decidiu dissolver todas as instituições, declarou o estado de emergência e prendeu a maioria dos dirigentes civis do país.

Os militares passaram dias anunciando a "iminente" formação de um novo órgão para conduzir o país a eleições livres, assegurando que só afastariam os dirigentes civis que não estivessem de acordo com eles sobre o caminho a ser tomado rumo à democracia.

O governo, do qual vários ministros seguem detidos e cujo primeiro-ministro Abdalla Hamdok está em prisão domiciliar, ainda não foi substituído e seus integrantes seguem afirmando que são as únicas autoridades "legítimas" do país.

Com seu decreto desta quinta, o general Burhan continua na Presidência do Conselho Soberano, segundo o anúncio exibido na televisão estatal.

Além disso, o general Mohamed Hamdan Dagalo, conhecido como "Hemetti", chefe das poderosas Forças de Apoio Rápido, grupos paramilitares acusados de abusos na região de Darfur (oeste) e durante a repressão da revolta contra Bashir, continua sendo o número 2 do Conselho.

O novo órgão de transição, assim como o anterior, tem 14 membros. No entanto, apenas 13 nomes foram anunciados pelo apresentador da TV sudanesa.

O 14º integrante representará o leste do país, onde os manifestantes contrários a um regime militar bloquearam a cidade de Porto Sudão e as docas de seu terminal durante um mês e meio.

bur-sbh/vl/pc/rpr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos