General da reserva e ex-premiê disputarão 2º turno presidencial da República Tcheca

PRAGA (Reuters) - O general da reserva Petr Pavel obteve uma vitória apertada sobre o ex-primeiro-ministro bilionário Andrej Babis no primeiro turno da eleição presidencial tcheca neste sábado, garantindo uma base sólida para o segundo turno que ocorre em duas semanas, mostraram apurações quase completas.

O cargo não possui autoridade executiva, mas tem poderes significativos para indicar primeiros-ministros, chefes de bancos centrais e nomear juízes para o tribunal constitucional.

Os presidentes também têm poder limitado em assuntos externos e são os principais comandantes do exército.

Os resultados de 99,7% dos distritos eleitorais mostram que Pavel venceu com 35,4%, à frente de Babis, com 35,0%.

Tanto Pavel, ex-chefe do Estado-maior e ex-presidente do comitê militar da Otan, quanto o líder da oposição Babis, que foi primeiro-ministro entre 2017 e 2021, devem ser mais alinhados ao ocidente do que o atual titular, Milos Zeman, que promoveu laços mais estreitos com a China e, até a invasão da Ucrânia no ano passado, com a Rússia.