General Heleno diz que apreender celular de Bolsonaro pode ter 'consequências imprevisíveis'

.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, afirmou nesta sexta-feira, que considera “inconcebível” o pedido de apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro. A nota foi Twitter do general. Um trecho da nota informa:

"O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República aleta as autoridades constituídas que tal atitude é uma evidente tentativa de comprometer a harmonia entre os poderes e poderá ter consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional."