General russo morre no leste da Ucrânia

LONDRES (Reuters) - Um general russo foi morto no leste da Ucrânia, informou um jornalista da mídia estatal russa neste domingo, aumentando a série de baixas militares de alto escalão sofridas por Moscou.

A reportagem, publicada no aplicativo de mensagens Telegram pelo repórter da TV Alexander Sladkov, não disse exatamente quando e onde o major-general Roman Kutuzov foi morto.

O Ministério da Defesa russo não comentou imediatamente.

As forças russas intensificaram os ataques para capturar Sievierodonetsk, uma cidade importante na região de Donbass, no leste da Ucrânia, após não conseguir tomar a capital Kiev.

A Rússia classifica as mortes militares como segredos de Estado mesmo em tempos de paz e não atualiza seus números oficiais de baixas na Ucrânia desde 25 de março, quando disse que 1.351 soldados russos foram mortos desde o início de sua campanha militar em 24 de fevereiro.

A Rússia diz que está realizando uma "operação militar especial" projetada para desmilitarizar a Ucrânia e livrá-la de nacionalistas que ameaçam a população de língua russa. A Ucrânia e países ocidentais rejeitam as alegações da Rússia, considerando-as como um pretexto para invadir.

O Ministério da Defesa da Grã-Bretanha disse na segunda-feira que a Rússia parece ter sofrido perdas significativas entre oficiais de médio e baixo escalão na Ucrânia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos