Genro é preso no Rio por matar o sogro que não aceitava seu relacionamento com a filha

Policiais civis da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) prenderam, nesta quarta-feira, Paulo Geovani de Queiroz, de 26 anos, acusado de ter matado o próprio sogro José Eraldo Fernandes da Silva a facadas, em Guaratiba, no domingo. De acordo com a polícia há indícios de que o motivo de crime teria sido uma discussão causada pelo fato de Jose Eraldo não aprovar o relacionamento do rapaz com sua filha, identificada apenas como Gabriela.

Barbárie: Motorista de ônibus é indiciado por atropelamento e morte de bombeiro em Copacabana; veja novo vídeo

Crime em 2021: Acusado de matar amiga a facadas em Niterói passará por nova avaliação médica

Paulo Geovani, que tem contra ele um mandado de prisão temporária expedido pelo plantão judiciário, se entregou na tarde desta quinta-feira na 48ª DP (Seropédica) sendo transferido em seguida para a DHC onde confessou o crime aos policiais.

Vizinhos que testemunharam o crime levaram José Eraldo esfaqueado para a UPA Santa Cruz-Cesarão, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu no mesmo dia.