Genro de Trump vai depor em caso de influência russa nas eleições americanas

(Fevereiro) Donald Trump (d) e Jared Kushner

O genro do presidente americano, Donald Trump, Jared Kushner, irá depor perante a comissão de inteligência do Senado americano como parte da investigação sobre a interferência da Rússia nas eleições presidenciais de novembro, informou nesta segunda-feira a Casa Branca.

Kushner, um colaborador próximo do presidente, teve um papel de intermediário na relação com vários países durante a campanha de Trump, bem como depois de sua vitória no dia 8 de novembro.

Ele facilitou a organização de reuniões entre Trump e o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e com o presidente do México, Enrique Pena Nieto.

No entanto, foi pelos contatos com autoridades russas que o comitê de inteligência do Senado quer entrevistá-lo.

"Ao longo da campanha e da transição, Jared Kushner foi o contato oficial com funcionários de governos estrangeiros", indicou uma fonte que não quis se identificar.