Gentili discute 2022 com ex-marqueteiro de Bolsonaro, diz jornal; comediante nega

·2 minuto de leitura

O comediante Danilo Gentili se reuniu no último sábado (10) com o MBL (Movimento Brasil Livre) para discutir a sua pré-candidatura à Presidência da República em 2022. Participou do encontro o coordenador da campanha de Jair Bolsonaro em 2018, Marcos Aurélio Carvalho, da agência AM4.

Leia também

Segundo a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo, o grupo ficou animado com a declaração de voto de Sergio Moro, ex-juiz federal e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Bolsonaro.

Estiveram presentes na reunião o coordenador do movimento, Renan Santos, o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) e o comunicador André Marinho. Este é integrante do humorístico Pânico, da rádio Jovem Pan, e filho do empresário Paulo Marinho, ex-aliado de Bolsonaro que depôs à polícia no inquérito do vazamento da Operação Furna da Onça ao senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

O MBL de acordo com o jornal, vê como trunfo o fato de Gentili, que teve 4% em pesquisa encomendada pelo movimento, alcançar até o dobro entre jovens. Os líderes do movimento, que estão hoje espalhados em vários partidos, pretendem se agregar em uma mesma legenda e lançar candidaturas em 2022. Para isso, precisam de um bom puxador de votos, como Gentili, na cabeça da chapa.

Em seu Twitter, Danilo Gentili desmentiu ironicamente a notícia de sua reunião com o MBL: "Pessoal, eu não compareci em nenhuma reunião hoje para falar de candidatura. Acordei nesse sabadão de sol e vim para a casa da minha mãe tomar café".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.