Gerente é investigado por participação de assalto em posto de combustíveis

Suspeito detido confessou a participação no assalto; Ele afirmou que teria sido procurado pelo gerente do posto para simular o roubo - Foto: Reprodução/EPTV
Suspeito detido confessou a participação no assalto; Ele afirmou que teria sido procurado pelo gerente do posto para simular o roubo - Foto: Reprodução/EPTV

A Polícia Civil de Campinas, em São Paulo, está investigando um gerente de um posto de combustíveis suspeito de participar de um assalto no estabelecimento.

O assalto aconteceu no dia 19 de setembro, no Castelo, mas o criminoso só foi localizado na noite desta quarta-feira (26).

Imagens das câmeras de segurança do estabelecimento, registraram o momento em que um criminoso invadiu o local, rendeu o gerente, levou uma quantia em dinheiro e fugiu do posto de combustíveis.

O criminoso de 21 anos foi encontrado durante um cumprimento de mandado de busca e apreensão na região dos Dics.

O suspeito confessou a participação no crime e afirmou que teria sido procurado pelo gerente do posto para simular o roubo.

Em relato à polícia, o homem detido alegou que o envelope com o dinheiro já estava pronto quando chegou no local e que ele e o gerente reviraram a sala para validar o crime.

O boletim de ocorrência aponta que R$ 20 mil foram levados no assalto. No entanto, ao ser questionado do valor, o investigado contrariou a versão e disse que o roubo foi de R$ 4 mil e apenas R$ 1 mil ficou com ele.

O suspeito ainda afirmou ter tido prejuízo porque queimou o carro quando descobriu que ele tinha sido identificado.

Após ser apontado pelo criminoso como mandante do assalto, o gerente inicialmente negou a participação no crime, mas, quando soube do depoimento do outro suspeito, disse que só se manifestará em juízo. O investigado vai responder por apropriação indébita em liberdade.