Gerente de locação de 'Rust' diz que Alec Baldwin e outras três pessoas deveriam ter checado arma que matou diretora

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A gerente de locação do filme "Rust", que estava sendo gravado quando a diretora de fotografia Halyna Hutchins foi morta por um disparo acidental feito pelo ator Alec Baldwin, explicou que quatro pessoas deveriam ter checado a arma. Stacey Mickey-Evans falou ao podcast Australia's 92.5 Triple M Gold Coast e explicou o protocolo que é adotado no set de filmagens.

"Existem protocolos rígidos para impedir que essas coisas aconteçam. São várias verificações", pontuou ela.

Stacey explicou ainda que a arma deve ser verificada pelo armeiro, pelo maquinista chefe, pelo diretor-assistente e, por último, pelo ator.

"Portanto, há quatro a cinco pessoas neste protocolo. De alguma forma, houve uma falha", avalia ela.

O diretor-assistente Dave Halls já havia sido demitido da produção do filme "Freedom's Path", em 2019, após um acidente com uma arma deixar uma pessoa da equipe ferida.

Alec Baldwin também é um dos produtores do filme "Rust", que está com as gravações suspensas, depois da morte da cineasta de 42 anos. No acidente, o diretor Joel Souza também foi ferido, mas recebeu alta no mesmo dia.

“Esta era obviamente uma arma real, e essa arma em particular deveria ter sido carregada com balas de festim”, observou ela.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos