'Geromel só sai pela multa, que é de R$ 70 milhões', garante presidente do Grêmio

Zagueiro é capitão e tem o maior salário do elenco gremista (Richard Ducker/Gazeta Press)

A possibilidade de contratar Geromel tem empolgado os torcedores do Palmeiras. Mas o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, jogou um balde de água fria no otimismo nas redes sociais alviverdes. Em entrevista ao Blog, o dirigente foi incisivo ao falar sobre a chance de negociar seu zagueiro com Palmeiras ou Cruzeiro. “Não topo nem abrir negociação. O Geromel só sai pela multa rescisória, que é de R$ 70 milhões”, avisa.

“Se algum clube estiver interessado, paga a multa. Do contrário, o Geromel não sai”, acrescenta Bolzan, justificando a inflexibilidade: “Ele é nosso capitão, exerce uma liderança ética e moral, está completamente entrosado e vinculado ao Grêmio… Enfim, ele é emblemático”.

O presidente do Tricolor gaúcho também assegurou que nem Palmeiras, tampouco Cruzeiro fizeram proposta. “Posso assegurar que ninguém nos procurou. Se houve contato com o empresário do Geromel ou algo do tipo, não sei. Mas, com o Grêmio, não teve nada”, garante.

O Blog apurou que o Palmeiras sondou a situação e se assustou com os valores envolvidos. Detalhe: a informação que chegou ao Allianz Parque contraria a palavra de Romildo em relação à multa. “Não vamos contratar o Geromel porque as cifras são absurdas. Teríamos de pagar 5 milhões de euros (R$ 19,7 milhões) para comprar um jogador de quase 33 anos, que exigiria um salário superior a R$ 800 mil. Pode esquecer”, diz um dirigente alviverde.

Geromel fez 32 anos em setembro e está no Grêmio desde 2014, sempre como titular absoluto. Na carreira, ele passou por Colônia-ALE, Mallorca-ESP, Vitória de Guimarães-POR e Chaves-POR, depois de passar pelas categorias de base do Palmeiras e da Portuguesa.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: