Gerson se pronuncia após depoimento: 'Dar força para que outras pessoas possam falar'

O Globo
·1 minuto de leitura

O meia Gerson, do Flamengo, prestou depoimento nesta terça-feira, na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (DECRADI). Um inquérito da Polícia Civil apura as denuncias do jogador, que acusa o meia Ramírez, do Bahia, de injúria racial.

— Estou aqui na delegacia, vim falar sobre o ocorrido. Quero deixar bem claro que não vim só para falar por mim. Vim para falar por minha filha, que é negra, meus sobrinhos, que são negros. Meu pai, minha mãe, amigos também, e por todos os negros do mundo sobre o fato que aconteceu. Hoje, graças a Deus, eu tenho um estado de jogador de futebol, onde eu tenho voz ativa para poder falar e dar força para que outras pessoas que sofrem racismo ou outros tipos de preconceito possam falar também — disse o rubro-negro.