Gestão Covas vai manter rodízio de veículos suspenso nesta terça

ARTUR RODRIGUES
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 30.12.2019 - O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), na sala de reuniões da Prefeitura de São Paulo, no Viaduto do Chá, durante entrevista exclusiva para a Folha de São Paulo. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A gestão Bruno Covas (PSDB) afirmou que decidiu manter rodízio suspenso durante esta terça-feira (11). 

A medida é uma das feitas após reunião do gabinete de crise com o prefeito e secretários na tarde desta segunda. 

Segundo secretários da gestão tucana, a decisão foi tomada para amenizar o desconforto desta segunda, em que cidadãos acabaram ficando com carros ilhados em vários pontos da cidade, sem poder voltar para suas regiões de origem. 

Entre as medidas para amenizar os problemas na cidade, estão a limpeza dos locais onde as águas baixaram para liberação das ruas para os veículos.

"As regiões em que gente ainda tem problema são basicamente das subpreituras de Lapa, Santana e Pinheiros. Outra área é na marginal Tietê, perto da ponte das Bandeiras", diz o secretário das Subprefeituras, Alexandre Modonezi. 

De acordo com o secretário de Infraestrutura e Obras, Vitor Aly, o principal problema na cidade ocorreu na região dos rios Pinheiros e Tietê. A cidade passou pelo efeito repique, em que houve uma chuva, que diminuiu a capacidade de absorção da cidade, e depois uma nova precipitação.