Gestão Doria instala jardim em muro da av. 23 de Maio após apagar grafite

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A prefeitura começou, nesta semana, a instalação de um jardim no muro da avenida 23 de Maio, na zona sul de São Paulo, onde o prefeito João Doria (PSDB) apagou uma série de grafites em janeiro. As obras no local devem durar 30 dias.

O chamado muro verde vai ficar na altura do viaduto Tutoia, no sentido bairro, em um área de 1.439 m2. A prefeitura ainda não informou se outras áreas que tiveram grafites apagados também receberão o muro verde.

A remoção de grafites da 23 de Maio aconteceu na esteira do programa de combate à pichação, anunciado por Doria antes mesmo de ele tomar posse.

Na ocasião, prefeitura disse que decidiu pela manutenção de apenas oito pontos de grafite na avenida, pois "os demais estavam deteriorados ou pichados, por isso tiveram que ser apagados".

Os trabalhos para instalação dos muros verdes estão ocorrendo das 23h às 5h, entre segunda e sexta-feira, e aos finais de semana, das 15h de sábado às 5h de segunda.

Muro verde é uma espécie de jardim vertical instalado em espaços menores e geralmente construído dentro de estruturas que servem como uma espécie de vaso, com sistema de irrigação em seu interior.

Na semana passada, Doria afirmou que pagará até R$ 40 mil aos projetos selecionados para o MAR (Museu de Arte de Rua), anunciado após o prefeito receber críticas e vaias por pintar de cinza paredes com pichações e grafites.

Ao todo, oito projetos serão selecionados por uma comissão. Quatro serão de grupos com, no mínimo, seis integrantes, que contarão com uma verba de R$ 40 mil, e outros quatro de, no mínimo, três artistas, receberão R$ 10 mil.