Relembre 5 papéis icônicos de Reynaldo Gianecchini, que completa 50 anos

No aniversário de 50 anos de Reynaldo Gianecchini, relembra cinco papéis icônicos do ator (Foto: Globo/Paulo Belote/Alex Carvalho/Reprodução/Netflix)
No aniversário de 50 anos de Reynaldo Gianecchini, relembra cinco papéis icônicos do ator (Foto: Globo/Paulo Belote/Alex Carvalho/Reprodução/Netflix)

Reynaldo Gianecchini completa 50 anos neste sábado (12). Em suas redes sociais, o ator celebrou a data: "Cinquentei! Com vitalidade, alegria de viver e muito mais senhor de mim! Só gratidão! Bora pra segunda metade do jogo!", escreveu no Instagram.

Dos cinquenta anos, quase metade é dedicada à profissão de ator. Desde 1998, Gianecchini tem trabalhado em dezenas de peças de teatro, filmes e produções televisivass, especialmente novelas, que marcaram a sua carreira. Para celebrar o aniversário do ator, relembramos os seus principais papéis a seguir:

Laços de Família

"Laços de Família" marcou a estreia de Reynaldo Gianecchini na TV (Foto: Globo/Roberto Steinberger)
"Laços de Família" marcou a estreia de Reynaldo Gianecchini na TV (Foto: Globo/Roberto Steinberger)

A novela de Manoel Carlos, estrelada por Vera Fischer e Carolina Dieckmann, marcou a estreia de Gianecchini na TV e, até hoje, não sai da memória dos fãs do gênero, tendo sido reprisada pela Globo algumas vezes desde a sua exibição original, entre 2000 e 2001. Na história, o ator vivia Edu, que se envolvia em um triângulo entre mãe, Helena, papel de Fischer, e filha, Camila, vivida por Dieckmann.

Da Cor do Pecado

Em
Em "Da Cor do Pecado", Reynaldo Gianecchini interpretou gêmeos e se envolveu com Taís Araújo (Foto: Globo/Divulgação)

Na novela das 19h, exibida em 2004, Gianecchini deu vida a dois personagens: os gêmeos Paco e Apolo, separados no nascimento. O primeiro é um botânico, que vai contra o pai e a empresa da família por não concordar com a política contra o meio ambiente para a realização de seus empreendimentos. Já o segundo vive uma vida mais humilde com a mãe e os quatro irmãos lutadores. Em certo momento da história, Apolo é dado como morto e Paco assume a sua vida.

Passione

Em
Em "Passione", Reynaldo Gianecchini viveu o vilão Fred Lobato (Foto: Globo/Alex Carvalho)

Em "Passione", novela de Silvio de Abreu exibida entre 2010 e 2011, Gianecchini deu vida ao vilão Fred Lobato, que fazia de tudo para fugir da pobreza. Esse foi o primeiro papel do ator na TV como antagonista e, na época, sua escalação gerou dúvida no público, que não acreditava que o galã poderia ser capaz de dar vida a um vilão.

Verdades Secretas

Na primeira temporada de
Na primeira temporada de "Verdades Secretas", Reynaldo Gianecchini viveu o ganancioso Anthony, que fazia de tudo para ter dinheiro (Foto: Globo/Paulo Belote)

Na primeira temporada de "Verdades Secretas", Gianecchini viveu o ganancioso Anthony, que se envolvia com Fanny Richard (Marieta Severo), dona da agência que recrutava modelo para fazer "book rosa". O personagem, inclusive, era responsável por convencer algumas das iniciantes a engajar na prostituição e, para ser o braço direito da agente/cafetina, era recompensado com bastante dinheiro.

Bom Dia, Verônica

Em
Em "Bom Dia, Verônica", série da Netflix, Reynaldo Gianecchini vivia um religioso, que abusava sexualmente da própria filha, vivida por Klara Castanho (Foto: Reprodução/Netflix)

Recentemente, Gianecchini brilhou na segunda temporada de "Bom Dia, Verônica", série da Netflix inspirada na obra de Ilana Casoy e Raphael Montes. Na trama, o ator interpreta Matias Cordeiro, um religioso com a vida e a família perfeita aos olhos de Deus. No entando, na surdina, ele comete atrocidades, incluindo abusar sexualmente da própria filha, vivida por Klara Castanho ("De Volta aos 15").