Gigante chinesa Baidu tem prejuízo no trimestre impactada por Covid-19

BENGALURU, Índia (Reuters) - A gigante chinesa de buscas online Baidu divulgou nesta quinta-feira prejuízo líquido de 885 milhões de iuans (131 milhões de dólares) no trimestre encerrado em 31 de março, em meio a uma desaceleração econômica e ressurgimento de casos de Covid-19 na China.

Um ano antes, a companhia teve lucro de 25,65 bilhões de iuans, ou 73,76 iuans por ação.

A receita subiu 1%, para 28,41 bilhões de iuans, o crescimento mais lento em seis trimestres, mas superou a estimativa média de analistas de 27,82 bilhões, mostraram dados da Refinitiv.

"Desde meados de março, nossos negócios foram impactados negativamente pelo recente ressurgimento da Covid-19 na China", disse Robin Li, fundador e presidente-executivo da Baidu. Ele acrescentou que os desafios relacionados ao vírus continuarão a pressionar as operações no curto prazo.

Fundada como um mecanismo de busca online, a Baidu expandiu-se para serviços de computação em nuvem, táxis-robôs e direção autônoma nos últimos anos, à medida que a concorrência aumenta nos mercados de busca e venda de espaço para publicidade.

No mês passado, a Baidu recebeu pela primeira vez licenças para implantar táxis-robôs sem motoristas humanos no banco do motorista na China.

(Reportagem de Tiyashi Datta em Bengaluru e Yingzhi Yang em Pequim)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos