Gil aposta em Juliette como campeã do 'BBB21', cita inseguranças no jogo e avisa: 'Estou solteiro, Brasil'

Extra
·4 minuto de leitura

Eliminado do último paredão do "Big Brother Brasil 21", Gilberto foi o convidado de Ana Maria Braga no "Mais Você" desta manhã, dia 3. Com a final do reality tão próxima, a apresentadora o indagou sobre quem acredita que levará o prêmio milionário, e apesar de deixar clara sua torcida por Fiuk, o economista cravou que Juliette será a vencedora.

Leia mais:

"Minha torcida é para o Fiuk [...] Mas pelo que vi, a Juliette vai ganhar disparado. Eu soube que a torcida dela se juntou para votar em mim, eles são fortes e empenhados. Ela tem uma torcida que vota muito. Acredito que ela tenha muitas chances", contou.

Também revelou estar surpreso sobre ter disputado a maior parte de votos com Camilla, mas que já esperava que as torcidas se unissem para tirá-lo do programa:

“Também pensei que minha torcida poderia ir na Juliette. Eu já estava pronto para um monte de torcida contra mim, não imaginei que ela teria tanta força, mas sabia que ela era forte. Achei que ficava entre nós dois, não entre Camilla e eu. Imaginei que as duas viriam em mim”.

A amizade deles foi um dos tópicos da entrevista, Ana chegou a dizer que agiam como irmãos. Tambem o questionou sobre o paredão em que precisou escolher entre levar Caio ou a paraibana para a berlinda, e decidiu pelo goiano. Gil justifica que a relação deles era maior que o jogo, e que não poderia projudicá-la, mesmo que fosse atrapalhar sua trajetória.

Vote:

"Talvez se tivesse a colocado o jogo fosse outro. Mas eu não conseguiria, era algo forte dentro de mim. As pessoas falavam 'você está colocando o seu jogo em risco, pode se prejudicar', e eu dizia que não sabia. Era muito complicado."

E aproveitou para refletir sobre o seu jogo, que, segundo ele, não foi dos melhores.

"Eu joguei? Joguei. Ruim que nem a moléstia, mas joguei. Quer se salvar? Deixa eu indicar que a pessoa volta", contou.

Insegurança

O economista se abriu sobre suas inseguranças e o medo constante de sair nos paredões.

Leia mais:

“Sempre tive uma insegurança quanto às pessoas gostarem de mim. Eu falo muito, eu sou muito intenso. Cada paredão que eu voltava, achava que era por outro motivo. Mas quando o Tiago falou que seria um paredão, difícil eu tive esperança”, contou.

Durante a conversa, contou que sua "boca grande" também era causada por insegurança, que o fazia ficar paranóico e não conseguir relaxar durante o jogo:

“Eu não conseguiria (ficar mais calmo) porque era algo muito forte dentro de mim. Era muito complicado, vinha muita dúvida sim. Eu tenho muita paranoia e, como eu tenho uma boca ‘desse tamanho’, acabava falando. Eu poderia ter refletido mais, julgado um pouco menos”.

Leia mais:

Ao ser perguntado pela apresentadora sobre o que fará agora, Gil se emocionou e declarou que sempre batalhou muito para conquistar todos os seus objetivos e pediu para que os espectadores não desistam de seus sonhos:

"Eu sabia que se eu fizesse a minha parte, se eu fosse bondoso com as pessoas, se eu ajudasse o próximo, no momento certo viria [...] Eu nunca estive louco, é real, qualquer pessoa que tem um sonho, vigore. Se esforce e acredite que vai dar certo. Eu sempre disse que sou aquele 1% de exceção, mas como eu podem ter outras pessoas, só precisam acreditar".

Relações

O brother se emocionou ao rever o encontro com sua mãe, após mais de três meses distantes. E afirmou estar feliz sabendo que ela está orgulhosa de sua participação, mas que ainda vai atrás do R$ 1,5 milhão aqui fora.

“Eu fiquei muito feliz por saber que ela conseguiu batalhar. Ele falou que estava orgulhosa, mesmo com os erros que eu tive. Não tem prêmio que pague minha mãe me dizer que tem orgulho de mim. Mas eu também quero ganhar um milhão de reais, vamos batalhar”, afirmou.

Também aproveitou para explicar a origem do apelido "Gil do Vigor", que o marcou tanto na eidição.

“Começou com uma amiga minha, Raquel. Estava estudando e ela dizia que tinha que ‘vigorar’. Aí, eu tirei um 10. Eu relacionava à minha capacidade de me dedicar, à missão, ao mestrado, aos amigos. Sou muito intenso”, explicou.

Durante a entrevista, assistiu alguns momentos com Sarah, seu "porto seguro" dentro da casa. Eles protagonizaram diversos momentos do programa:

“Quando entrei no BBB, pensava que amigo tinha lá fora. Mas as relações são reais, sim. Ela era meu porto seguro. Se eu podia contar com ela no jogo que tinha R$ 1,5 milhão em disputa, sei que posso contar para tudo”.

Mas é claro que não faltaria cachorrada. Gil deixou claro que está solteira e segue em busca de novas experiências.

“Eu ainda estou solteiro, Brasil. Não vão perder a chance, alguém interessado?”, brincou.