Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso agradecem apoio após filhos sofrerem racismo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso publicaram texto agradecendo apoio após filhos sofrerem racismo (Foto: Agnews)
Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso publicaram texto agradecendo apoio após filhos sofrerem racismo (Foto: Agnews)

Resumo da Notícia:

  • Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso usaram as redes sociais para agradecer apoio aos filhos

  • Títi e Bless foram vítimas de racismo em Portugal

  • Artistas reconheceram privilégio branco e pediram respeito à família

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso se manifestaram sobre as ofensas raciais sofridas por seus filhos Títi, de 9 anos, e Bless, 7, em Portugal. Na publicação feita em conjunto pelo casal, eles agradeceram o apoio recebido com a repercussão do caso.

"Aos amigos, seguidores, imprensa e a todos que nos mandaram mensagens, ligaram e nos apoiaram nesses dias... A gente vai ser o mais simples possível: nosso muito obrigado!", iniciou o comunicado, compartilhado no Instagram dos artistas nesta segunda-feira (1º).

"Estamos cuidando dos nossos filhos, nos cuidando e tomando todas as providências possíveis. Somos conscientes de todos os nossos privilégios e sabemos [sabemos mesmo] que apenas por sermos brancos tivemos tamanha comoção", continuou.

Na sequência, Giovanna e Bruno ressaltaram os próprios privilégios durante a denúncia. "Nós lutamos, nós choramos. E nós podemos gritar. Portanto, queremos, mais uma vez, lembrar que famílias pretas gritam todos os dias diante destes crimes e violências – verbais ou físicas. E muitas vezes famílias que se silenciam porque sabem que seu grito não é ouvido", disseram.

Bruno e Giovanna pediram respeito à família. "Agora estamos com nossos filhos do lado – com todo o amor que podemos dar a eles – para que que eles saiam fortes perante o que viram e ouviram. Pedimos respeito a este momento pois o que gente ouviu dói na alma, mais que um soco. E dói em nossos filhos e em muita gente que vive isso o tempo inteiro, em todo o mundo", afirmaram.

"Seguiremos, serenos, com amor. E caminharemos deste nosso lugar de privilégio nos comprometendo a seguir combatendo ativamente na luta antirracista pois, mais uma vez: racismo é crime", destacaram.

Entenda o caso

Os filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso foram alvos de comentários racistas enquanto estavam em um restaurante no último sábado (30). Na ocasião, o empresário chamou a polícia. Indignada, a apresentadora discutiu e bateu na mulher que ofendeu as crianças. Em um pronunciamento, a assessoria de imprensa do casal informou que a senhora havia sido presa. De acordo com o jornal português "Público", ela foi detida e liberada em seguida.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos