Gisele Bündchen, Musk e Shaquille O’Neal: veja as celebridades que podem perder dinheiro na crise da FTX

O colapso da plataforma de negociação de criptoativos FTX.com, que se instaurou na empresa na última semana, levou embora não apenas a fortuna do ex-CEO da empresa, Sam Bankman-Fried, mas também o dinheiro de muitos investidores. Entre eles, personalidades do mundo das artes, moda, esportes e negócios.

Enquanto o fundador da corretora viu o patrimônio de US$ 26.5 bilhões cair para menos de US$ 1 bi, segundo informações da Forbes, Shaquille O' Neal, Elon Musk, Mark Zuckerberg, Stephen Curry e Shohei Ohtani foram algumas das celebridades que também perderam dinheiro.

Coluna Capital: Bitcoin afunda ao menor preço em 2 anos após Binance desistir de comprar rival

Após crise: Mais de US$ 400 milhões somem da FTX, em suspeita de ataque hacker

A modelo Gisele Bündchen é consultora de iniciativas ambientais e sociais da FTX e gravou, este ano, um comercial com o ex-marido Tom Brady para a empresa. No vídeo, o casal, que hoje está enfrentando um divórcio, convida amigos para investir na corretora. Agora, os dois estão entre os investidores apreensivos com a crise que surpreendeu o mercado financeiro.

Na semana passada, a FTX pediu recuperação judicial. Caso a empresa não consiga fundos para cobrir um déficit de até US$ 8 bilhões, pode decretar falência, disse o próprio Bankman-Fried na última quarta-feira, pouco antes de a rival chinesa Binance desistir de uma oferta de compra.

A crise foi chamada de "momento Lehman" da indústria de ativos digitais, em uma referência ao colapso do banco Lehman Brothers, em 2008, que desencadeou uma crise financeira global. Reguladores dos EUA investigam a FTX, a plataforma americana FTX US e a trading de Bankman-Fried, a Alameda Research.

Crise da FTX: Sam Bankman-Fried é investigado pela SEC enquanto seu império cripto desmorona

Muitos investidores acreditaram no potencial lucrativo da FTX, fazendo com que a empresa crescesse rapidamente. Em janeiro deste ano, ela valia US$ 32 bilhões (R$ 170 bilhões). Agências internacionais apontam que a perda dos acionistas está em torno de US$ 1 bilhão e US$ 2 bilhões, mas o valor pode ser maior.

Entre os famosos que se aventuraram com investimentos na corretora, está a tenista Naomi Osaka, que recebeu uma participação acionária. Também há nomes no meio esportivo, especialmente no beisebol e no futebol americano, como o arremessador dos Angels, Shohei Ohtani, e Aaron Jones, do Green Bay Packers, que assinaram como embaixadores globais, também recebendo participações acionárias.

O quarterback do Jacksonville Jaguars, Trevor Lawrence, assinou um longo contrato de patrocínio com a FTX. Ele, que é parceiro e embaixador da empresa, chegou a receber uma boa quantia do bônus de assinatura em criptomoedas, no que a FTX chamou de "endosso inédito".

FTX: Crise da maior corretora de criptomoedas dos EUA preocupa investidores no Brasil

Durante o Super Bowl de 2022, o comediante Larry David estrelou um comercial para a FTX no valor de US$ 30 milhões. O tetracampeão da NBA Shaquille O'Neal também faz parte do time de acionistas e embaixadores da FTX. Ele apareceu, usando uma peruca, em um vídeo promocional no Twitter.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pode não ter perdido investimentos, mas vai precisar dar adeus a um grande financiador de suas campanhas. Sam Bankman-Fried se tornou um dos maiores doadores do partido democrata. Segundo a Forbes, foram quase US$ 69 milhões enviados nas eleições de meio de mandato de 2022.