Giselle Itié reclama de assédio em fotos de amamentação: "Nojento"

Giselle Itié com o filho, Pedro Luna. Foto: reprodução/Instagram/gitie

Desde o nascimento de Pedro Luna, em março, as redes sociais de Giselle Itié são quase um diário de sua maternidade. A atriz costuma compartilhar muitos registros do filho e relatos da nova rotina, que inclui a amamentação. Em quarentena desde o parto, ela conta que não sabe como é alimentar seu bebê em público, mas tem uma noção devido aos comentários inapropriados que recebe pela internet.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter

“Pedro Luna nasceu no contexto da pandemia, e a gente continua isolado. Ainda não amamentei em local público e imagino que não vou me sentir à vontade com os olhares. Já nas redes sofro com essa objetificação do corpo da mulher”, contou, em depoimento à revista “Glamour”.

Leia também:

Em seguida, ela desabafou sobre o assédio. “Recebi mensagem de homens machistas em posts amamentando o meu pequeno. No mínimo nojento! Essa é uma das lutas mais difíceis, infelizmente, pois essa objetificação está enraizada. É muito profunda. Quer dizer que amamentar não pode, mas capa de revista masculina pode? Essa conta não fecha”, analisou.

À publicação, Giselle contou sobre a ajuda que teve de uma consultora de amamentação para tornar mais fácil o processo e explicou que decidiu adotar a livre demanda com seu bebê, que é fruto de seu relacionamento com o ator Guilherme Winter.

“Amamentar é lindo, forte. Só de pensar que tem prazo para acabar já sinto saudade. Gostaria que Pedro Luna soubesse que, quando ele está no meu colo, nós dois estamos nos nutrindo juntos. E que essa conexão, nossa bolha mágica, que formamos no período da amamentação será potente para o resto das nossas vidas”, afirmou.

Nosso objetivo é criar um local seguro e atraente para os usuários se conectarem a interesses e paixões. Para melhorar a experiência de nossa comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários dos artigos.