Givenchy anuncia Clare Waight Keller como nova diretora artística

Por Dominique Vidalon
Clare Waight Keller ao final de desfile em Paris 2/3/2017 REUTERS/Gonzalo Fuentes

Por Dominique Vidalon

PARIS (Reuters) - A grife Givenchy anunciou Clare Waight Keller como sua nova diretora artística nesta quinta-feira, o que faz dela a primeira mulher no comando da criação da maison francesa fundada por Hubert de Givenchy em 1952.

Waight Keller assume em maio no lugar do renomado estilista Ricardo Tisci, que partiu em janeiro depois de 12 anos na função, e se junta a uma lista crescente de designers britânicos que passaram pela Givenchy, como John Galliano, Alexander McQueen e Julien Macdonald.

A marca, que pertence ao grupo de artigos de luxo LVMH, deu a notícia em uma postagem em sua conta de Instagram, e disse que Waight Keller irá supervisionar todas as linhas de produtos, incluindo o ready-to-wear masculino e feminino, acessórios e alta costura.

"Estou muito feliz por Clare Waight Keller estar se unindo ao grupo LVMH", disse Bernard Arnault, diretor-executivo e presidente do conselho do LVMH, em um comunicado. "Acredito que seu conhecimento e sua visão abrangentes irão permitir que a Givenchy entre na nova fase de seu caminho único."

Waight Keller assume o posto na Givenchy depois de seis anos como diretora de criação da grife Chloe, da Richemont, onde foi trabalhar em 2011 depois de sair da escocesa Pringle. Especialista em malha, Waight Keller levou um estilo feminino e boêmio à Chloe.

O italiano Tisci revitalizou a Givenchy com um toque sombrio e rebelde, e em fevereiro, quando sua saída foi anunciada, houve muita especulação de que ele iria para a Versace. 

Nos últimos 12 meses vários estilistas de ponta deixaram grandes casas como Christian Dior, Yves Saint Laurent, Valentino, Lanvin e, mais recentemente, Chloe.