Glória Pires Rebelo recebe homenagens póstumas de seu filho, Carlos Tufvesson, e amigos, nas redes sociais

O Globo
·2 minuto de leitura

A morte da estilista Glória Pires Rebelo causou comoção entre personalidades da moda e amigos próximos. Seu filho, Carlos Tufvesson, também compartilhou uma emocionante homenagem nas redes sociais. Conhecida por vestir famosos e por comandar, na década de 1980, a Maison D’Ellas, Glorinha, como era conhecida, faleceu nesta quarta-feira e faz parte do imaginário e da memória afetiva de muitos cariocas, devido à criação de vestidos de noiva que cruzaram igrejas e salões em cerimônias badaladas.

"Descansa, guerreira. Seja livre! Como você sempre foi. Mesmo antes do tempo, quando as mulheres tinham os direitos que têm hoje", escreveu Tufvesson, no Instagram. Ele, que também é estilista e atualmente comanda a Coordenadoria Especial de Diversidade Sexual (CEDS) da Prefeitura do Rio, postou a homenagem junto a uma foto em que aparece abraçado à mãe. No texto, também conta que Glorinha estava com uma doença crônica há dois anos e que, após a morte do marido dele, o arquiteto Andre Piva, o quadro dela piorou, fazendo com que emagrecesse 20 quilos.

Além de agradecer à mãe por todo amor e carinho, Tufvesson lembrou como ela sempre o defendeu e aceitou, quando se "viu apaixonado por outro homem". Também rememorou as palavras ditas por Glorinha, quando a Justiça negou a ele e Andre o direito de se casarem. Ao fim do texto, escreveu: "Que na próxima vida eu seja seu filho de novo".

Com o nome marcado na história da moda carioca, Glorinha figurou diversas vezes nas páginas do jornal O GLOBO, trazendo as boas-novas sobre o universo fashion. Uma matéria publicada em 24 de setembro de 1991, por exemplo, contava que a estilista ia três vezes por ano aos Estados Unidos e à Europa, em busca de tendências. A reportagem também contava que ela chegava ao ateliê por voltas das 12h e nunca tinha hora para sair. "Gosto tanto do meu trabalho que até moraria aqui", disse, na ocasião.

Suas criações foram lembradas em posts nas redes sociais, como fez a jornalista Sylvia de Castro. "Sou eternamente grata a você pelo lindo vestido que fez questão de dar de presente para minha filha", escreveu. A estilista Bianca Marques também lembrou que teve o seu vestido de noiva assinado por Glorinha. "Lembro-me de cada momento que passamos juntas, o quando aprendi com ela", publicou, na legenda de uma foto.

O cerimonialista Roberto Cohen usou o Instagram para homenageá-la. "Obrigado por ser a pessoa que tanto me ensinou sobre alta costura e savoir faire."

Glorinha estava internada no hospital Copa Star, e a causa da morte não foi divulgada.