Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo são vaiados em museu na Rússia

Joka Madruga/Futura Press

A senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, e o ex-ministro Paulo Bernardo, marido dela, foram vaiados neste domingo na cidade de São Petersburgo, na Rússia. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. 

Durante visita ao Museu Hermitage, o casal foi verbalmente hostilizado por um grupo de brasileiro que também visitava o local. Os dois são réus na Operação Lava Jato.

Paulo Bernardo, que foi ministro nos governos Lula e Dilma, foi preso em junho de 2016 na Operação Custo Brasil, mas acabou solto uma semana depois, por decisão do ministro do STF Dias Toffoli.