Gleisi não dá prazo para indicação de ministros e diz que pressão por nomes é ansiedade do mercado

BRASÍLIA — A presidente nacional do PT, a deputada Gleisi Hoffmann (PR), disse que "é muito difícil" que haja uma definição dos nomes dos ministros nesta semana e que a pressão pela indicação é ansiedade do mercado. O foco do partido para esta semana será a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Transição.

Segundo Gleisi, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) só virá a Brasília na quarta-feira, quando começará a pensar na definição do time de ministros. Ela não fixou um prazo para esse anúncio

— O presidente Lula está vindo pra cá só na quarta-feira, e aí é que vai começar a conversar, vai começar a pensar. Ele não adiantou nada. Acho que essa semana é muito difícil. Eu acho que ele não está com tanta pressa. O pessoal do mercado que está mais ansioso. Acho que ele está com a coisa bem resolvido na cabeça. — disse ao deixar reunião na Câmara dos Deputados.

A prioridade do partido nesta semana será com os trabalhos na transição e a PEC, que vai viabilizar o cumprimento das promessas de campanha de Lula.

— O foco agora é a gente fazer e fechar o trabalho das equipes de transição, o diagnóstico e fazer a tramitação da PEC aqui na Casa. A nossa proposta não colocamos tempo. É atemporal, até porque achamos que o combate à fome, combate à pobreza é fundamental — afirmou.