Globo corta cenas de gays e da anã de 'O Outro Lado do Paraíso'

Eriberto Leão vive o homossexual Samuel em trama das 21 horas (Reprodução/TV Globo)

A Globo já começou aos poucos a mexer na novela “O Outro Lado do Paraíso” para tentar alavancar a audiência da trama das 21 horas que ainda não conseguiu repetir os números alcançados pela bem-sucedida “A Força do Querer”.

Para deixar a trama mas ágil, a direção da emissora tomou algumas medidas. Segundo o site “Notícias da TV”, uma das estratégias adotadas pelos executivos seria cortar as sequências de violência envolvendo o casal Gael (Sergio Guizé) e Clara (Bianca Bin), além de retirar cenas do gay enrustido Samuel (Eriberto Leão) e da anã Estela (Juliana Caldas).

Leia mais:
Marcos Harter acusa Globo de oferecer prêmio do ‘BBB 17’ à Emilly para que ela o denunciasse
Marina Ruy Barbosa confessa: ‘Sou insegura e me cobro demais’

A Globo pretende acelerar a segunda fase do folhetim que promete várias reviravoltas na história de Walcyr Carrasco, 65. Com isso, foram vetadas algumas sequências em que a enfermeira Suzy (Ellen Rocche) implora para fazer sexo com Samuel (Eriberto Leão), além do desenvolvimento da paixão de Estela (Juliana Caldas) por Juvenal (Anderson Di Rizzi), bem como as agressões sofridas por ela e a mãe Sophia (Marieta Severo).