Globo recebe duas indicações para o Emmy Internacional de Jornalismo 2021

·2 minuto de leitura

A Academia Internacional de Televisão, Artes e Ciências divulgou nesta quinta-feira, dia 19, nos Estados Unidos, os indicados ao prêmio Emmy Internacional de Jornalismo 2021. Pelo 15º ano seguido, o jornalismo da Globo está na lista de finalistas. É também o sétimo ano consecutivo em que a emissora concorre nas categorias “Notícia” e “Atualidades”. Os vencedores do Emmy serão anunciados no dia 28 de setembro, em cerimônia online por causa da pandemia de coronavírus.

Na categoria “Notícia”, o "Jornal Nacional" foi indicado pela cobertura da pandemia de coronavírus. Matérias que mostraram hospitais lotados, pacientes em busca de tratamento, os brasileiros que tiveram suas vidas interrompidas pela doença e a luta de famílias para conseguir enterrar seus parentes. A Globo concorre com representantes do Reino Unido, do Catar e da Rússia. Em 2011, o telejornal ganhou o Emmy Internacional de Jornalismo pela cobertura da retomada do conjunto de favelas do Alemão pelas forças de segurança do Rio de Janeiro.

Já uma reportagem da equipe do "Profissão Repórter", exibida no "Fantástico", concorre na categoria “Atualidade” com indicados do Quênia, da Holanda e do Reino Unido. A matéria de Caco Barcellos e Danielle Zampollo mostra a dura rotina de médicos no combate à pandemia, com imagens emocionantes e dramáticas gravadas pelos próprios profissionais do Hospital Geral de Vila Penteado, em São Paulo, entre o fim de maio e o início de junho. UTIs lotadas, decisões difíceis, estresse físico e mental. Diante de tudo isso, a luta incansável por cada paciente.

Além do prêmio do "Jornal Nacional" em 2011, a Globo já recebeu outros 17 troféus do Emmy. O primeiro foi o de “Personalidade Mundial da Televisão”, recebido por Roberto Marinho, em 1976 e 1983. Seu filho, Roberto Irineu Marinho recebeu a estatueta em 2014, na mesma categoria.

Em 1981, a Globo ganhou com o musical "A Arca de Noé" e em, 1982, com "Morte e Vida Severina". A emissora foi premiada oito vezes por “Melhor Novela”, com "Caminho das Índias" (2009), "Laços de Sangue", coprodução com a SIC, exibida em Portugal (2011), "O Astro" (2012), "Lado a Lado" (2013), "Joia Rara" (2014), "Império" (2015), "Verdades Secretas" (2016) e "Órfãos da Terra" (2020). "A Mulher Invisível" (2012) e "Doce de Mãe" (2015) venceram na categoria "Melhor Comédia".

Fernanda Montenegro recebeu o prêmio em 2013 como "Melhor Atriz" por seu papel em "Doce de Mãe". A Globo também recebeu o prêmio de melhor série no Emmy Internacional Kids 2018, com "Malhação: Viva a Diferença".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos