Glocal Experience: mulheres à frente da missão em busca pelas metas da Agenda 2030

No ano passado, 31,9% das mulheres do mundo enfrentaram insegurança alimentar moderada ou severa, contra o índice de 27,6% entre os homens, segundo relatório da ONU. No Brasil, uma em cada quatro mulheres não têm acesso adequado à infraestrutura sanitária e a saneamento, aponta estudo do Trata Brasil com outras instituições. E só no estado do Rio, a Justiça deferiu mais de 33.830 medidas protetivas em 2021 para mulheres vítimas de violência.

Notícias assim, da feminização da fome aos feminicídios, comprovam diariamente o que as mulheres sentem na pele: igualdade de gênero ainda é propósito com muitas distâncias a serem eliminadas. E se esse panorama revela que, na busca pelo cumprimento da Agenda 2030, as mulheres enfrentam barreiras ainda maiores, elas também têm uma missão vital no avanço dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Na Glocal Experience, a filósofa Djamila Ribeiro e a assistente social Carla Akotirene, ambas feministas negras, se juntaram para dialogar sobre o tema. E puseram o dedo numa feriada ainda mais aberta: nas questões de gênero, não basta um tratamento universal, há de ser levar em conta também raça e classe social, que aprofundam diferenças de acesso e oportunidades.

— Falar de gênero na ausência de raça não dá conta da leitura da nossa sociedade. Gênero sem classe social, também não — disse Carla, ao abordar o conceito da interseccionalidade.

Djamila reforçou, ao mencionar os ODS.

— Não temos como pensar enfrentamento da pobreza, por exemplo, sem essa perspectiva interseccional. A população negra historicamente é pauperizada. A maior parte de quem passa fome é negra, num país que teve quatro séculos de escravidão. Pessoas negras partem de um lugar radicalmente diferente das pessoas brancas — afirmou. —A interseccionalidade precisa ser pensada, se não, é deixada de fora uma série de questões e públicos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos