Gloria Perez cita caso Lázaro para criticar sistema prisional: 'Liberado para festejar a Páscoa e festejando a seu modo'

·1 minuto de leitura

Sempre antenada e atenta ao noticiário, Gloria Perez está acompanhando a caçada ao serial killer de Ceilânia, Lázaro Barbosa, que há nove dias dribla a polícia no Distrito federal. A autora, que teve a filha Daniela Perez assassinada em 1992, usou as redes sociais para criticar as saídas de presos em datas especiais.

"Um batalhão de agentes policiais continua em campo, na caça ao serial killer. Lázaro já tinha uma ficha criminal de meter medo. E por que não estava preso? Estava preso sim, mas veio a saidinha da Pascoa", escreveu ela: "Lázaro foi liberado para festejar a Páscoa e está festejando a seu modo: com chacinas, roubos, estupros, e a mobilização de mais de 200 agentes para o prender de novo".

A indignação de Gloria Perez repercutiu entre seus seguidores e amigos no Facebook, que também se mostram apreensivos com as tentativas sem sucesso de prender o criminoso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos