Gloria Perez dá esporro gramatical no Twitter após crítica à "Travessia"

"Travessia" marcou uma das piores audiências já vistas em novelas da Globo

Gloria Perez no primeiro dia de gravação de ‘Travessia’, nos Estúdios Globo. (Foto: Fábio Rocha/Globo)
Gloria Perez no primeiro dia de gravação de ‘Travessia’, nos Estúdios Globo. (Foto: Fábio Rocha/Globo)

Resumo da notícia:

  • Gloria Perez responde tweet viral de página de fofoca

  • A escritora manda uma dica de português para os administradores da página

  • Internautas acusam Jade Picon pelo fracasso do enredo

Eita que a treta tá solta no Twitter! Aparentemente, a autora Gloria Perez está farta de ver tantas críticas a sua novela "Travessia", estrelada por Rômulo Estrela, Chay Suede e Lucy Alves. Em resposta ao comentário do "Choquei", página que reproduz notícias variadas, mas tem foco em celebridades, a escritora não poupou uma crítica de português.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O tweet em questão fala sobre a novela ter "o pior índice da história para uma novela no horário". Irritada, Gloria rebateu. "No caso, História é com H maiúsculo, tá? De nada. Feliz ano novo".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Internautas começaram a rebater o comentário de Gloria Perez, dizendo que a mudança é opcional. "É porque andam confundindo História com história que as fake news fazem a festa", disse a autora. Quem comentou na publicação foi o jornalista Erlan Bastos, que afirmou: "Não Glória, a 'história' que você tá escrevendo #Travessia é com h minúsculo mesmo. Igual à audiência".

Nos comentários em resposta ao tweet do "Choquei", internautas culpam Jade Picon pelo fracasso da novela, citando a atuação da influenciadora. Outros até deram a dica: "era melhor ter feito a segunda temporada de 'Pantanal'".

Afinal, quem está certo?

O professor de Língua Portuguesa João Lucas Gonzaga, formado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), considera que há, claramente, uma disputa de narrativa nesse caso e que a autora Gloria pode ter respondido dessa maneira para desviar o assunto. Ele explica:

"História com 'h' minúsculo é utilizado de forma mais comum, portanto, está sempre certo, exceto em começos de frases. Com 'h' maiúsculo é facultativo, ou seja, pode utilizar para nomes de disciplinas da escola como também na Ciência. Não é mais obrigatório desde o novo Acordo Ortográfico".