Gloria Pires relembra o momento em que decidiu ser mãe

·2 minuto de leitura
Gloria Pires posta foto no instagram ao lado dos filhos, Ana e Bento

Resumo da notícia

  • Gloria Pires confessa ter tido vontade de ser mãe aos 18 anos

  • Atriz participou do programa 'Modo Mãe' no GNT

  • Gloria é mãe de quatro filhos

Mãe de quatro filhos, Gloria Pires, em entrevista ao programa, ‘Modo Mãe’, do GNT, da humorista e atriz Ingrid Guimarães, voltou no tempo para recordar o momento em que sonhou com a maternidade. Com apenas 18 anos na época, ela disse que a vontade surgiu durante o seu primeiro longa-metragem na Aldeia Javaé, onde passou a conviver com as crianças.

“A convivência com aquelas crianças, aquilo foi tão forte para mim que eu comecei a sonhar que era a minha hora de ser mãe”, disse. Sobre a criação dos filhos ela explicou que embora, tivesse babá, sua mãe estava sempre por perto. “Ficavam em casa com a babá e a minha mãe ficava de olho. Eu levava num sábado, ia para a maquiagem, ia no estúdio, mas, o estúdio em si é muito perigoso. Você não pode ter criança ali dentro. Então eles ficavam na salinha de espera”.

Leia também

“Aquela coisa, mas, de alguma forma, eram horas que a gente passava juntos. Esse momento de deixar a criança, mesmo com os outros, é sempre horrível. Mas aí, o Orlando (Moraes, marido da atriz) também é tipo uma mãezona. Eu sempre me preocupei muito em deixar isso pra eles, estarem bem, seguros, confortáveis pra que eu pudesse embarcar nesses sonhos sem medo de ser feliz também”, comentou.

Em ‘Mulheres de Areia’ em 1993, a atriz relembrou o nascimento da segunda filha, Antônia, que na época tinha apenas quatro meses de vida. “A gente gravava três dias no Jardim Botânico, e um dia era de viagem pra uma cidade que ficava há três horas e meia do Rio. Uma vez na semana, a gente fazia uma pequena mudança, que incluía berço, banheira, mosquiteiro. Entrávamos num carro com um calhamaço de texto e seguíamos três horas e meia para Tarituba”, explicou.

“Eu terminei ‘O dono do mundo’ (1991) grávida. Aí, Carlos Manga me faz o convite. Aí eu falei: “Mas eu estou grávida, como vai ser?”. Ele disse que iriam esperar. Mas eu quero amamentar a minha filha até quando ela não quiser mais. Eu amamentei por sete meses. Eu parava a gravação na hora do mamar. Esse é o meu direito. Eu tenho uma criança, eu quero fazer esse trabalho, estou louca para fazer esse trabalho, mas eu não vou deixar de amamentar a minha filha”, contou.

“Eu acho que essa vivência aproximou também pra que eles entendessem esse trabalho que toma tanto a mãe deles, rara às vezes que eu cheguei em casa e eles estavam acordados, quando acordados era aquele momento pra dar um peito o que dava um conforto”, desabafou a atriz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos