GM prevê que seus veículos elétricos sejam lucrativos em 2025

Por Joseph White

DETROIT (Reuters) - A General Motors espera que seus veículos elétricos sejam rentáveis em 2025, com os subsídios recentemente aprovados nos Estados Unidos preenchendo a lacuna de lucratividade entre os veículos elétricos e a frota de combustão, disse a presidente-executiva Mary Barra nesta quinta-feira.

Barra não especificou quais seriam as margens de lucro dos veículos elétricos ao iniciar uma apresentação para investidores em Nova York.

As ações da GM são negociadas a 6,5 ​​vezes o lucro, apenas um pouco à frente do múltiplo da Ford. A líder de veículos elétricos, Tesla, é negociada a quase 60 vezes seu lucro, mesmo com o preço de suas ações caindo 47% neste ano.

As picapes e SUVs da GM com motores de combustão interna - chamados de "ICE" pelos executivos do setor - têm margens de lucro de dois dígitos.

A GM também está acelerando a produção de veículos elétricos na China. Até 2025, Barra disse que a GM poderia produzir até 2 milhões de veículos elétricos globalmente.

A lucratividade da GM ficou abaixo da Tesla, que reportou Ebitda de 17% no terceiro trimestre.

A GM segue Tesla, Ford e Hyundai em vendas de elétricos nos EUA este ano. A empresa planeja acelerar a produção na América do Norte e na China de 2023 a 2025. De 2022 até o primeiro semestre de 2024, a GM disse que fabricará 400 mil veículos para a América do Norte - um cronograma mais lento do que o previsto anteriormente.