Goleada da Espanha sobre a Costa Rica é a maior em Copas desde 2010

A Espanha venceu e convenceu. O time treinado por Luís Enrique goleou a Costa Rica com um sonoro sete a zero, pela primeira rodada da fase de grupos da Copa do Mundo do Catar. O jogo entrou para a história como a maior goleada em Mundiais desde a vitória de Portugal sobre a Coreia do Norte pelo mesmo placar, na primeira fase da competição em 2010, na África do Sul.

A goleada também superou a icônica vitória da Alemanha sobre o Brasil por 7 a 1, na semifinal Copa do Mundo de 2014, no Mineirão. O revés de El Salvador por 10 a 1 para a Hungria, em 1982, segue sendo o maior placar já visto em Mundiais.

A Espanha não teve dificuldades de vencer a frágil seleção da Costa Rica. Dani Olmo, Asensio e Ferran Torres fizeram os gols do primeiro tempo. E no segundo, a goleada deslanchou com outro de Torres, Gavi, Soler e Morata. O placar superou a vitória por 6 a 2 da Inglaterra sobre o Irã nesta competição.

Em 2010, no ano em que conquistou o título da Copa do Mundo, a Espanha fez um total de oito gols em todo o torneio. Só nesta partida, a La Roja marcou sete vezes.

Um outro marco foi batido neste jogo. Com o gol marcado, aos 29 minutos do segundo tempo, o jovem Gavi, de apenas 18 anos, entrou no top-3 dos jogadores mais jovens a marcar num jogo de Copa do Mundo. Acima do atleta do Barcelona, que nasceu no dia 5 de agosto de 2004, estão Manuel Rosas, mexicano que disputou a Copa de 1930, no Uruguai, e Pelé, que marcou seu primeiro gol em Mundial com 17 anos e 239 dias.

Confira o Top-11 das goleadas

Hungria 10 x 1 El Salvador (1982)

Hungria 9 x 0 Coreia do Sul (1954)

Iugoslávia 9 x 0 Zaire (1974)

Suécia 8 x 0 Cuba (1938)

Uruguai 8 x 0 Bolívia (1950)

Alemanha 8 x 0 Arábia Saudita (2002)

Espanha 7 x 0 Costa Rica (2022)

Uruguai 7 x 0 Escócia (1954)

Turquia 7 x 0 Coreia do Sul (1954)

Polônia 7 x 0 Haiti (1974)

Portugal 7 x 0 Coreia do Norte (2010)