Goleiro dançarino carrasco do Peru brilha novamente nos pênaltis

Andrew Redmayne ajudou o Sydney FC a avançar na Copa da Austrália. Foto: Jason McCawley/Getty Images
Andrew Redmayne ajudou o Sydney FC a avançar na Copa da Austrália. Foto: Jason McCawley/Getty Images

Andrew Redmayne, o goleiro australiano que foi o carrasco do Peru quando entrou no final da prorrogação na Repescagem do Catar 2022 e se destacou na disputa de pênaltis por sua dança, foi mais uma vez fundamental na classificação de seu time na Copa da Austrália.

Depois que o jogo entre Sidney FC e Central Coast Mariners FC terminou empatado por 3 a 3 após 90 minutos de jogo e prorrogação, a final foi para os pênaltis, onde o goleiro mais uma vez se destacou.

Leia também:

Redmayne, que esteve em campo durante os 120 minutos do jogo, deu a vitória ao seu time quando defendeu um de Jason Cummings e os chutadores dos Mariners erraram duas cobranças, novamente com a dança já característica do arqueiro.

Andrew Redmayne tem 33 anos, defende o Sydney FC na liga australiana e sempre jogou futebol no seu país. Ele estreou no AIS, depois passou pelo Central Coast, Brisbane Roar, Melbourne Heart, Melbourne City, Western Sydney e agora defende a equipe de Sydney.

Até esta segunda-feira (1), ele tinha apenas dois jogos no Socceroos, como é conhecido o time de futebol australiano. Sua trajetória mais longa foi na juventude, com dois jogos no Sub 23 e 25 no Sub 20.

Anteriormente, suas estatísticas em cobranças de penalidade não pareciam dizer nada do outro mundo: no tempo regulamentar, 4 defesas em 19. No entanto, deve-se notar que ele foi uma figura na Grande Final da A-League 2019 com um estilo muito particular: saltos, danças exóticas, andar na linha e até qualquer tipo de truque físico para irritar e distrair seus rivais.

“É uma forma do rival não saber onde vou me jogar e também quero que eles fiquem nervosos, que o gol seja menor do que realmente é. Nem sempre funciona para mim, mas desta vez me permitiu salvar dois chutes”, explicou o goleiro que jamais será esquecido pelo povo peruano, já que na repescagem para a Copa do Mundo ele defendeu o pênalti decisivo de Valera e deixou a equipe de Ricardo Gareca sem a vaga para o mundial que será disputado no Catar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos