Golfista é encontrada morta nos Estados Unidos após ser esfaqueada

Celia Barquin, a golfista que foi assassinada (Iowa State Athletics)

Uma golfista de 22 anos foi encontrada morta em um campo de golfe de Ames, nos EUA, nesta segunda (17) e a polícia do estado de Iowa prendeu um homem de 22 anos que seria o responsável pelo crime.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

A espanhola Celia Barquin Arozamena tinha acabado sua carreira da Universidade do Estado do Iowa e virada profissional recentemente, mas estava no estado para completar seu curso de Engenharia Civil.

Pessoas desconfiaram que tinha acontecido algo com Arozamena após seu celular e sua bolsa de tacos serem encontradas no nono buraco do curso sem ninguém por perto.

Os policiais responderam ao chamado e encontraram o corpo da golfista em um lago próximo de sua bolsa, e determinaram que ela tinha sofrido um ataque.

“Bases na investigação da cena, a vítima tinha muitas marcas de facadas no torso, na cabeça e no pescoço”, diz o relato policial do acontecimento.

Pouco tempo depois, a polícia prendeu Colin Daniel Richards com a acusação de assassinato. De acordo com uma pessoa próxima, Richards teria falado recentemente que estava com vontade de estuprar e matar uma mulher.

“Oficiais observaram que Richards tinha marcas ‘frescas’ em seu rosto consistentes com alguém que tinha lutado recentemente e notaram que ele tinha tentado fazer um corte fundo em sua mão esquerda”, aparecia no relatório.

A Universidade do Estado de Iowa soltou um comunicado sobre a morte de Arozamena: “É uma trágica perda de uma jovem mulher talentosa e uma estudante que recebeu prêmios. Lamentamos junto com sua família e seus amigos na Espanha, seus companheiros de equipe e todos que a conheciam aqui”.

Leia mais:
 São Paulo ganha 35 mil sócios em 2018
– Ricardo Goulart diz que não pensa em deixar China
– Jogador da NFL se aposenta no intervalo de jogo