Golpistas tentam bloquear refinarias em SP, RS e MG; veja situação nos estados

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 08.01.2023 - REFINARIAS-SEGURANÇA: Apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) realizam ato golpista e invadem a praça dos Três Poderes, em Brasília, para depredar os prédios no local. (Foto: Gabriela Biló/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 08.01.2023 - REFINARIAS-SEGURANÇA: Apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) realizam ato golpista e invadem a praça dos Três Poderes, em Brasília, para depredar os prédios no local. (Foto: Gabriela Biló/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A FUP (Federação Única dos Petroleiros) emitiu balanço na manhã desta segunda-feira (9) indicando queda no número de bolsonaristas que tentam acessar refinarias da Petrobras para prejudicar o abastecimento de combustíveis no país, no que seria uma escalada dos atos golpistas.

Segundo a federação, a desmobilização dos manifestantes é resultado da atuação das forças de segurança, da própria FUP e de sindicatos.

Neste domingo (8), golpistas destruíram o Congresso Nacional, Palácio do Planalto e STF (Supremo Tribunal Federal). Além dos ataques às instituições, eles haviam anunciado que bloqueariam refinarias.

Diante das ameaças, ao longo do domingo a FUP acionou órgãos federais de segurança, o serviço de inteligência e segurança corporativa da Petrobras e o senador Jean Paul Prates, indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para assumir a presidência da Petrobras.

Os alvos dos golpistas são Reduc (Refinaria Duque de Caxias, no Rio), Replan (Refinaria de Paulínia, em São Paulo), Revap (Refinaria Henrique Lage ou Refinaria do Vale do Paraíba, também em São Paulo) e Refap (Refinaria Alberto Pasqualini, no Rio Grande do Sul).

A FUP informou que haverá uma reunião por videoconferência nesta segunda, às 14h, com partidos, centrais sindicais, movimentos populares e organizações da sociedade civil para convocar mobilização de resposta aos atos golpistas.

VEJA A SITUAÇÃO EM REFINARIAS, SEGUNDO INFORMAÇÕES DA FUP ATÉ 8H

AMAZONAS

Às 8h, não havia movimentação na Reman (Refinaria Isaac Sabbá), segundo a FUP. Uma hora antes, cerca de 50 manifestantes estavam nas vias de acesso ao local. Não há bloqueios. Há forte presença de forças de segurança.

PARANÁ

Às 8h, não havia mais presença de manifestantes na refinaria e no pool de Araucária. Os golpistas foram dispersados pela PM durante a madrugada. As forças de segurança permanecem nas proximidades das

instalações. Não há bloqueios.

RIO GRANDE DO SUL

Cerca de 10 manifestantes permanecem acampados na rótula em frente à refinaria —eram 30 na madrugada. Há presença de policiais militares, da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e do Batalhão de Choque. Não são registrados bloqueios.

Refinaria Duque de Caxias

Sem manifestantes, que foram dispersados na madrugada. PM e Batalhão de Choque presentes nas proximidades da Reduc.

BETIM/MG

Cerca de 5 bolsonaristas seguem no canteiro central da via de acesso à Regap. Polícia Militar, PRF e Corpo de Bombeiros no local. Não há bloqueios.

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS/SP

Cerca de 30 manifestantes abordam caminhões para que não acessem a Base do vale do Paraíba, da Empresa Vibra (antiga BR-Distribuidora). Há presença de PMs, que atuam para garantir o acesso e segurança dos caminhoneiros. Não há bloqueios.