Google diz que queixa do Departamento de Justiça dos EUA sobre publicidade é "sem mérito"

(Reuters) - O Google, da Alphabet Inc, disse nesta quarta-feira que acredita que a queixa do Departamento de Justiça dos Estados Unidos acusando a empresa de abusar de seu domínio na publicidade digital é "sem mérito".

A empresa também acrescentou que "se defenderá vigorosamente".

O governo dos EUA disse na terça-feira que o Google deveria ser forçado a vender seu pacote de gerenciamento de anúncios, divisão que gerou cerca de 12% da receita do Google em 2021, ao mesmo tempo em que desempenha um papel vital nas vendas gerais do mecanismo de busca e da empresa de nuvem.

O Google, que depende de seu negócio de publicidade para cerca de 80% de sua receita, disse que o governo está "reforçando um argumento falho que retardaria a inovação, aumentaria as taxas de publicidade e dificultaria o crescimento de milhares de pequenas empresas e editoras".

O governo federal disse que suas investigações e ações judiciais envolvendo as chamadas "Big Tech" visam nivelar o campo de jogo para rivais menores que enfrentam um grupo de empresas poderosas que incluem Amazon.com, Meta Platforms, dona do Facebook, e Apple Inc..

"Em contraste com casos/investigações anteriores contra os negócios de tecnologia de anúncios do Google, vemos a reclamação do Departamento de Justiça como bastante substancial e antecipando algumas possíveis linhas de defesa do Google", disse Brian Fitzgerald, analista da Wells Fargo.

(Reportagem de Tiyashi Datta and Nivedita Balu em Bengaluru)