Google Earth lança ferramenta timelapse que permite viagem no tempo

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em sua maior atualização desde 2017, o Google Earth incorporou a ferramenta timelapse ao seu programa. Assim, agora é possível viajar no tempo e observar as transformações que aconteceram na Terra entre 1984 e 2020. Para isso, foram analisadas e processadas 24 milhões de fotos tiradas por satélites ao longo dos últimos 37 anos. O novo recurso mostra a mudança ambiental sofrida pelo planeta por causa da interferência humana, mas também "fenômenos naturais fascinantes e belos que acontecem há décadas", diz a empresa. "Nesta página, você encontrará uma seleção de vídeos que destacam diferentes tipos de mudança planetária, incluindo expansão urbana, impactos de mineração, meandros de rios, o crescimento das megacidades, o desmatamento e a expansão agrícola. O objetivo é educar, informar e inspirar as pessoas para a reflexão sobre os cuidados com a casa de toda a humanidade", informa o site do recurso timelapse do Google Earth. O projeto conta com a colaboração da Nasa e do programa Copernicus, da União Europeia. Segundo reportagem do El País, para criar a nova ferramenta foram necessárias mais de 2 milhões de horas de processamento em milhares de máquinas no Google Cloud para tecer 20 petabytes de imagens de satélite em um único mosaico de vídeo de 4,4 terapixels (o equivalente a 530 mil vídeos em resolução 4K). "É o maior vídeo do planeta já criado", disse a diretora do Google Earth, Rebecca Moore. Anualmente, o recurso será atualizado com novas imagens timelapse.