Google vai investir US$1 bi na CME e fecha acordo de computação em nuvem

·1 min de leitura
Loja do Google em Nova York

(Reuters) - O Google, unidade da Alphabet, investiu 1 bilhão de dólares na CME e fechou um acordo separado para mudar os sistemas de negociação de mercados futuros da operadora de bolsa de valores para a nuvem, disseram as empresas na quinta-feira.

De acordo com os termos da parceria de 10 anos entre o Google e a CME, a operadora de bolsa com sede em Chicago começará a mudar sua infraestrutura de tecnologia para o Google Cloud no próximo ano.

O acordo com a CME representa uma grande vitória para o negócio de nuvem do Google, que concorre com a Amazon.com e a Microsoft por contratos grandes e lucrativos com empresas blue-chips da Fortune 500. O acordo também dá ao Google uma posição segura no setor de serviços financeiros, que está começando a investir muito dinheiro em soluções de computação em nuvem.

O investimento de capital de 1 bilhão de dólares do Google ocorreu na forma de ações preferenciais conversíveis sem direito a voto da CME, acrescentaram as empresas.

A parceria com o Google ajudaria a CME a fornecer acesso fácil para mais participantes do mercado, otimizar custos e agilizar a infraestrutura de TI e outras operações, disseram as empresas.

No ano passado, a Amazon e duas bolsas de valores --a Singapore Exchange SGX e a Aquis Exchange, com sede em Londres-- realizaram um programa piloto que, segundo eles, mostrou que a transferência de ações para computação em nuvem a partir de servidores físicos caros poderia economizar dinheiro e reduzir o potencial de interrupções.

(Reportagem de Manya Saini, em Bengaluru; Reportagem adicional de Niket Nishant)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos