Gorilas do zoológico de San Diego testam positivo para a covid-19

·1 minuto de leitura
Pelo menos dois gorilas do zoológico de San Diego, na Califórnia, contraíram o coronavírus, o primeiro caso conhecido de transmissão natural a grandes primatas

Pelo menos dois gorilas do zoológico de San Diego, na Califórnia, contraíram o coronavírus, o primeiro caso conhecido de transmissão natural a grandes primatas, anunciaram autoridades nesta segunda-feira (11).

Dois primatas começaram a tossir na semana passada e desde então testaram positivo para a covid-19, enquanto um terceiro está com sintomas, disse o governador da Califórnia, Gavin Newsom.

Acredita-se que os animais contraíram o vírus de um funcionário assintomático do zoológico, embora a informação ainda não tenha sido confirmado.

"Além de alguma congestão e tosse, os gorilas estão bem", garantiu a diretora executiva do zoológico, Lisa Peterson, em um comunicado. "O grupo permanece em quarentena e está comendo e bebendo. Temos esperança de uma recuperação completa", completou.

Gorilas compartilham até 98% de seu DNA com humanos, e estudos descobriram que alguns primatas não humanos são suscetíveis à infecção por covid-19.

Ainda não se sabe se os gorilas terão uma reação grave à doença que matou 1,94 milhão de humanos, ou se outros membros do grupo também foram infectados.

O San Diego Zoo Safari Park, onde os gorilas são mantidos, está fechado para visitantes desde o início de dezembro, à medida que casos recordes começaram a surgir no sul da Califórnia.

Os trabalhadores são obrigados a usar equipamentos de proteção individual, como máscaras, quando estiverem perto dos gorilas, informou o zoológico.

amz/wat/am/mvv