'Gostaria de ser tão feliz quanto o Gloss', desabafa Bruno Rocha, criador do personagem que é sucesso na internet

·1 minuto de leitura

Criador e criatura se misturam na trajetória de sucesso de Hugo Gloss, ou melhor, de Bruno Rocha, a pessoa por trás do personagem que nasceu no Twitter, anos atrás, e hoje tem mais de 17 milhões de seguidores só no Instagram. Mas qual é a diferença entre eles? Em entrevista ao podcast “De carona na carreira”, ele revelou que gostaria de ser tão feliz como o "personagem" que criou.

“A gente tem a mesma cara e uma paixão imensa pelo trabalho. Mas eu gostaria de ser tão feliz quanto o Gloss. Ele está sempre feliz, sempre sorrindo, e a vida a gente sabe que não é assim, né? É aí que a gente se separa, quando eu tiro a emoção e o Bruno se torna CEO de uma empresa”, disse Bruno, de 35 anos.

Leia também: Ex-namorada de Camila Pitanga posta poema após término: 'Pulando dos homens-galho para a mulher-galho'

E por ser uma pessoa pública, ele também não escapa das críticas e julgamentos, mas admite que hoje já não se importa tanto: “Já tive muito problema com rejeição, com coisas ruins, negativas, com o povo falando mal de mim. Isso me consumia, eu ficava triste de verdade. Hoje em dia, não, eu já me acostumei, não dou tanta importância”.

Bruno Rocha realizou alguns sonhos materiais com o sucesso que alcançou e revela que foi sábia a decisão de não abandonar Hugo Gloss para seguir uma carreira como roteirista: “A coisa mais incrível que o Hugo Gloss me proporcionou foi conseguir a casa para a minha mãe, ajudar na criação da minha afilhada, poder trazer conforto para a minha família inteira, saber que, se tudo acabar hoje, a base está ali muito bem feita”.