Governador da Flórida admite envio de migrantes à luxuosa ilha da costa leste dos EUA

O governador republicano da Flórida, Ron DeSantis, assumiu a responsabilidade pelo envio de dois aviões de imigrantes para uma ilha luxuosa no nordeste dos Estados Unidos, tornando-se o mais recente político até hoje a levar imigrantes para redutos democratas em todo o país.

Um grupo de cerca de 50 imigrantes venezuelanos, incluindo crianças, chegou na quarta-feira a Martha's Vineyard, um local de férias exclusivo que recebeu os Kennedys, os Clintons e os Obamas, segundo o jornal local MV Times.

Embora o governador da Flórida tenha organizado esse transporte, os aviões com migrantes chegaram do Texas e não de seu estado, segundo o jornal.

"Imigrantes estão sendo trazidos para Martha's Vineyard por voos fretados do Texas. Muitos não sabem onde estão. Eles dizem que foram informados de que receberiam moradia e empregos", tuitou Dylan Fernandes, um parlamentar democrata local, na noite de quarta-feira.

"Nossa ilha se mobilizou" para fornecer leitos, alimentação e cuidados, explicou. E acrescentou que os habitantes não foram avisados com antecedência da chegada dessas pessoas.

A política de imigração, um assunto delicado nos Estados Unidos, está ainda mais sensível algumas semanas antes das eleições de meio de mandato, quando os republicanos acusam o presidente Joe Biden de ter transformado a fronteira com o México em um filtro.

DeSantis, que assumiu a responsabilidade por este transporte através da voz dos membros da sua equipe, junta-se assim a um movimento lançado pelos governadores republicanos do Texas e do Arizona, determinados a enviar migrantes para cidades democratas do norte e leste do país, em um gesto político dirigido aos seus eleitores.

O governador da Flórida está em campanha pela reeleição em novembro e também é visto como um potencial rival do ex-presidente Donald Trump na corrida à Casa Branca em 2024.

"Os moradores de Martha's Vineyard devem estar animados", brincou Christina Pushaw, da equipe de comunicação de DeSantis, no Twitter na quarta-feira. "Imigrantes ilegais vão deixar a cidade mais diversificada, o que é um ponto forte, né?"

Por sua vez, o governador do Texas, Greg Abbott, pioneiro dessa iniciativa e também em campanha por sua reeleição, enviou dois ônibus de migrantes para perto da residência da vice-presidente democrata Kamala Harris, que chegou a Washington na manhã de quinta-feira, segundo a FoxNews.

Transportar esses migrantes para Martha's Vineyard e Washington "era uma necessidade", disse o republicano Andy Biggs, representante do Arizona na câmara baixa do Congresso dos EUA. "Os líderes democráticos precisam descer de suas torres de marfim e enfrentar a realidade".

Desde abril, o Texas enviou cerca de 10.000 imigrantes para Washington, Nova York e, mais recentemente, Chicago, segundo o gabinete do governador.

led/seb/db/ad/aa