Governador do DF comenta captura de Lázaro: ‘dentro dos limites da lei’

·1 minuto de leitura
Federal District of Brasilia Governor Ibaneis Rocha gestures during a news conference, amid the coronavirus disease (COVID-19) outbreak, in Brasilia, Brazil April 22, 2020. REUTERS/Ueslei Marcelino
Governador Ibaneis Rocha. Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino
  • Lázaro foi localizado e morto por forças policiais na madrugada desta segunda

  • Ele foi capturado em Águas Lindas, Goiás

  • Ele estaria se escondendo na casa da ex-sogra

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), se pronunciou sobre a captura de Lázaro Barbosa, 32 anos, na manhã desta segunda-feira (28), que terminou com a morte do suspeito. Lázaro era buscado por uma equipe de policiais há 20 dias.

Ibaneis afirmou que acredita que toda ação foi feita nos conformes legais. “Certamente as polícias fizeram o seu trabalho dentro dos limites da lei. Se o resultado foi a morte desse perigoso assassino, certamente foi pela situação de confronto criada pelo próprio”, afirmou Ibaneis ao portal Metrópoles.

Já o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), compartilhou na notícia da prisão de Lázaro mais cedo nesta segunda-feira, no município de Águas Lindas. A confirmação de sua morte veio pouco depois. O corpo foi encaminhado ao Hospital Bom Jesus, na mesma cidade.

Leia também:

Após troca de tiros na mata, segundo os policiais, o suspeito foi socorrido e levado a uma viatura do Corpo de Bombeiros, mas não resistiu.

Os agentes realizavam buscas na região durante a madrugada, depois que câmeras de segurança denunciaram que Lázaro estava perto da casa da ex-sogra. O local foi cercado nas primeiras horas da manhã por policiais, cães farejadores e helicópteros.

Depois de localizado, Lázaro não se rendeu e abriu fogo contra o cerco, de acordo com as autoridades. Ele acabou atingido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos