Explosão de mina deixa pelo menos 5 mortos e 14 feridos no Afeganistão

Cabul, 20 abr (EFE).- Pelo menos cinco civis morreram, entre eles uma criança, e outros 14 ficaram feridos nesta sexta-feira após passarem sobre uma mina terrestre com o veículo no qual viajavam na província de Nangarhar, no leste do Afeganistão, informou à Agência Efe uma fonte oficial.

A bomba explodiu em uma conflituosa região do distrito de Haska Meyna quando uma caminhonete passava com civis, disse o porta-voz do governador provincial, Attaullah Khogyanai.

"Os passageiros mortos são cinco civis, incluindo uma criança, enquanto entre os passageiros feridos há quatro crianças e duas mulheres", detalhou a fonte, ao informar que todos eles foram transferidos a um hospital em Jalalabad, a capital regional.

Nenhum grupo reivindicou a autoria da explosão em Haksa Meyna, onde estão ativos tanto os talibãs quanto o grupo jihadista Estado Islâmico.

O governador provincial, Gulab Mangal, condenou em comunicado esta tática militar dos insurgentes que, embora tenha o objetivo de causar baixas entre as forças de segurança, termina na prática causando um grande número de vítimas civis.

"As minas colocadas nas estradas pelos terroristas estão continuamente matando e ferindo civis", afirmou Mangal.

Segundo dados da missão da ONU no Afeganistão (Unama), a instalação de minas foi a terceira maior causa de mortes de civis no conflito no país em 2017, tendo matado 634 pessoas e deixado 1.232 feridos, 18% das baixas totais nesse período. EFE