Governador do Pará diz que usará todos seus recursos para desobstruir estradas no estado

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 05.10.2022 - O governador do Pará, Hélder Barbalho (MDB). (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 05.10.2022 - O governador do Pará, Hélder Barbalho (MDB). (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador reeleito do Pará, Helder Barbalho (MDB), anunciou na tarde desta terça (1º) que o governo estadual atuará para desbloquear as rodovias fechadas por atos antidemocráticos no estado.

"Cumprindo a decisão do STF, o estado do Pará vai agir para desbloquear as estradas e garantir o direito de ir e vir. O estado usará de todos os recursos ao seu alcance para garantir a lei e a ordem", afirmou o governador em seu Twitter. Barbalho apoiou Lula (PT) no segundo turno das eleições presidenciais.

Os atos são organizados por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), que não aceitaram o resultado das urnas no último domingo (30), que deram a vitória para o ex-presidente Lula (PT).

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, às 14h desta terça, o estado do Pará possuía 24 pontos de interdição em rodovias federais, sendo oito parcialmente fechados e outros 16 totalmente fechados.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) instalou nesta terça um gabinete de crise para monitorar os atos e definir estratégias para a desobstrução das rodovias federais, estaduais e vias urbanas no Pará.