Governador do Piauí diz que até março estados terão vacinado cerca de 10% de sua população

Victor Farias
·2 minuto de leitura

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), disse nesta sexta-feira após reunião com o embaixador da China no Brasil, Yang Waming, que quatro lotes de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) devem chegar ao Brasil até o começo de março, de modo que cada estado consiga vacinar cerca de 10% de sua população.

— Vamos ter uma entrega neste sábado já do IFA, mais três lotes neste mês de fevereiro até começo de março, e isso vai permitir que, até março, nós possamos alcançar, no Brasil, em cada estado, algo como 10% da população vacinada — afirmou Dias, acrescentando:

— Além disso, a garantia de um cronograma para que, com antecipação de IFA, possamos, em março, abril, ter produção de vacina no Brasil para vacinar toda a fase 1, 50 milhões de pessoas.

O governador do Piauí, que é o coordenador da temática de vacina no Fórum Nacional dos Governadores, disse que os 25 estados que participaram da reunião defenderam a compra direta de vacinas com a China. Segundo Dias, esse assunto será tratado com o Instituto Butantan, responsável pela produção da vacina CoronaVac no Brasil, e com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

— Nesse sentido, foi dito que podemos tratar com o Butantan e, ao mesmo tempo, teremos uma agenda com o ministro Pazuello, ministro da Saúde, prevista para a próxima terça-feira, onde aqui o objetivo é que tenhamos o reconhecimento de múltiplas vacinas, agora com essa nova lei do Senado, para que tenha validação, reconhecimento, ou autorização, de maneira que possamos, a partir do excedente da compra do ministério, garantir vacinas para outras linhas estratégicas — explicou.

A lei mencionada por Dias formaliza a entrada do Brasil na aliança global Covax Facility e flexibiliza regras para a compra de vacinas contra o novo coronavírus. A proposta, aprovada ontem pelo Senado, permite a liberação emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em até cinco dias de imunizantes que já tenham aval internacional em determinados países.