Após pedir para população evitar festas, governador do RJ celebra aniversário; Convidado relata "bêbados sem máscara"

·2 minuto de leitura
Convidados sem máscara no jardim da casa de Cláudio Castro — Foto: Júnior Alves/TV Globo
Convidados sem máscara no jardim da casa de Cláudio Castro — Foto: Júnior Alves/TV Globo
  • Após pedir para população evitar festas, governador do RJ celebra aniversário em mansão

  • Convidado relatou que havia muitos "bêbados" e "sem máscara"

  • Há um decreto em vigor da Prefeitura de Petrópolis que proíbe aglomeração e a realização de festas de aniversários até o próximo dia 4

Em pleno auge da pandemia do novo coronavírus, o governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC), celebrou seus 42 anos com uma festa neste domingo (28). A celebração se deu em uma casa em Itaipava, em Petrópolis, na Região Serrana. As informações são da TV Globo.

A emissora foi ao local e conversou com uma empregada que trabalhou na festa e com um convidado que esteve na celebração. A primeira afirmou que o evento estava "muito cheio".

Leia também:

Também foram registradas pela emissora pessoas aglomeradas e sem máscara na entrada da mansão. Havia um carro oficial do governo no local.

Evento desrespeita decreto oficial

Isopor com nome do governador é um dos registros vazados do evento — Foto: Júnior Alves/TV Globo
Isopor com nome do governador é um dos registros vazados do evento — Foto: Júnior Alves/TV Globo

Apesar da celebração, há um decreto em vigor da Prefeitura de Petrópolis que proíbe aglomeração e a realização de festas de aniversários (ainda que em ambientes privados), até o próximo dia 04. Mesmo com a crise sanitária em ascensão, o Rio de Janeiro registrou outras festas que desrespeitaram todo tipo de protocolo

“Não é hora de fazermos festa. Tem muita gente morrendo, muita gente na fila de um hospital. Esse é um feriado pra nós ficarmos em casa”, disse Castro dois dias antes da celebração, na sexta-feira (26).

Ele ainda ressaltou a importância de evitar aglomerações. “Eu queria pedir muito à nossa população que evite aglomeração. Repito e vou repetir quantas vezes precisar: é hora de nós ficarmos reclusos, sim”.

Ao G1, a assessoria do governo do estado afirmou que Castro almoçou com parte de sua família e negou ter havido aglomeração ou festa com convidados. Os carros oficiais flagrados na entrada do local seriam dos familiares e da escolta do governador.